quarta-feira, 2 de julho de 2008

How much I care about you....

Como de alma vazia e insensível se pode passar a uma caixa de emoções variadas e díspares, correlacionadas e instantâneas? Lenta, gradualmente e com uma grande vontade de o fazer. É da alma que vem esta vontade, este apelo que me incita a ser assim. Foi com estranheza que acolhi esta parte de mim, sendo que poucas pessoas o fazem e as que fazem, geralmente, fazem-no demasiado bruscamente e não o conseguem controlar. Sentimento sim, enxurradas dele não.

De entre os meus individuais sentimentos, vieram dois singelos que mais me afectaram. A compreensão e a solidariedade. Se antes os tinha sentido, não os reconheci. os acontecimentos variados que os trouxeram, mexeram comigo e levaram a minha pesada mente voando pelos seus confins, deram-me outra maneira de ver o que me rodeia. E mais uma dor de cabeça que veio para ficar também.

De mãos e pés atados me encontro, amarrado a uma árvore. A tentação calcorreia o espaço em redor, ora aproximando-se, ora afastando-se, levando-me ao extremo das minhas capacidades. São facas que são arremessadas na minha direcção, lâminas que me perfuram as entranhas. Transformam-se em caminhos bifurcados dos quais não sei qual deles escolher. Procuro nas estrelas, pergunto ao vento, mas as questões ficam sem a sua ansiada resposta. Uma espera agonizante pela resposta, que me deixa inactivo, passivo.

Que um dia terei de fazer a escolha, é certo. Que a escolha será a correcta, só o saberei depois de a tomar. Boa ou má, que eu não me arrependa e que me traga aquilo que mais procuro: estabilidade e sabedoria.

3 comentários:

Black Dahlia disse...

não percebo com a compreenção e a solidariedade te trouceram tantas dores de cabeça
afinal são bons sentimentos

quanto aos caminhos bificardos, é algo´que está sempre a acontecer na vida de toda a gente. E todos as pessoas se questionam se escolhem ou não o caminho correcto. A verdade é que nunca sabemos se é ou não o caminho mais correcto pois, nunca sabemos como seria a nossa vida se escolhessemos outro caminho para ela

a sabedoria e a estabilidade, na minha opinião só se conseguem alcançar com o tempo. é preciso algum tempo para alcançar a estabilidade e a sabedoria é preciso muito mais. Não dizem que os Idosos são sabios? pois só eles sabem quantas rugas lhes custou a sabedoria que possuem.

;D

Black Dahlia disse...

ahhhh

bem é uma situação delicada, devo dizer.
e deve ser bem dificil de gerir.

é por isso que o post tem de titulo "How much I care about you"

"Acho que começo a gostar dela a sério e não sei até que ponto isso pode ser bom ou prejudicial."
eu tenho uma teoria sobre o amor: nunca é mau, afinal é um dos sentimentos mais belos que o ser humano pode sentir. Pode ser bom ou mau, depende do modo como se gere esse sentimento.

;D

Black Dahlia disse...

tudo na vida serve para nos ensinar alguma coisa. por isso que isso serve sempre para aprender.

apesar de tudo, e se ela é uma amiga há sempre um problema que se coloca: como gerir a amizade nessa situação...

que corra tudo da melhor maneira possivel e que voces os dois não saiam muito magoados nessa relação

;D